Resenha: A culpa é das Estrelas

l2

Primeiramente, quero dizer que antes de começar a ler esse livro, que há muito tempo estava na minha lista de leitura e que sempre ia deixando passar, eu tinha em mente que por ter se tornado uma febre, eu não o acharia tão interessante assim (talvez não entendam isso). Mas, continuei querendo lê-lo na esperança de ser surpreendida e ficar feliz por ter lhe dado uma chance. Então comprei e  fiquei super ansiosa (pra variar) pra começar a lê-lo.

A Culpa é das Estrelas é um livro do John Green, possui uma escrita muito simples, o que faz ser uma leitura muito gostosa, eu mesma o li em quatro “pedaços de tardes”, acredito que se tivesse um dia todo livre, teria lido sem problema algum. Além disso,  é o tipo de história que te empolga, sabe? Não é o tipo de livro maçante, que vai e volta e vai, se tornando cansativo. Sem falar, que eu adoro texto bem descritivo, e é exatamente isso. Carregado de detalhes do começo  ao fim, você visualiza com riqueza nos detalhes a cena toda!

O livro se passa num período da vida da Hazel Grace, que é uma paciente terminal e leva uma vida de “Doente Profissional” como ela mesma diz, e a partir do momento que conhece um garoto, o Augustus Waters, sua vida começa a mudar. E juntos eles vivem os capítulos mais gostosos das suas vidas.

Falando assim, parece mais uma daquelas histórias clichês de romance adolescente, mas, JURO que não. Acredito que pelo fato deles estarem lidando o tempo todo com a morte como algo próximo, as coisas se tornem muito mais interessantes, reflexivas, e que acrescente de uma forma leve, muita coisa. Por diversas vezes, meus olhos se encheram de lágrimas. Só lendo pra entender! Se eu tivesse por exemplo, usado um marca-texto para tudo aquilo que julguei relevante, o livro estaria 80% marcado. Sem contar com as lições que  não descritas diretamente. Acredito que isso dependa muito da fase da vida que estejamos passando.

 E preciso confessar que tenho um hábito muito ruim, sempre leio a última frase do livro quando a história chega no “ponto máximo”, que pra mim é nada mais é, do que a parte onde a história está interessante demais e ali é o máximo  que posso aguentar de curiosidade sobre o desfecho. E isso sempre me faz ter mais ou menos uma ideia do que virá acontecer conforme continuo lendo e tentando encaixar a tal frase. Mas, A Culpa é das Estrelas me fez imaginar algo totalmente diferente do verdadeiro fim. Isso é muito bom, adoro ser surpreendida por livros! Hahaha

Enfim, é um ótimo livro, muito emocionante e com certeza acrescentará muito na sua vida.

Anúncios

4 opiniões sobre “Resenha: A culpa é das Estrelas

  1. Bela resenha, querida! É um livro realmente fácil de ser lido, com uma história linda. Só ta mais do que superestimado… enfim, muito bom Pollynha!

O que achou desse post? :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: